Você está aqui: Entrada / Ambiente / Notícias / Respirar melhor a Norte (filme)
Notícias

Data de publicação

2014-12-31T11:35:00+00:00

Respirar melhor a Norte (filme)

Produção da CCDRN, 2010, ON.2

 

Este filme foi desenvolvido pela “Farol de Ideias”, no âmbito da medida de sensibilização ambiental, constante do Programa de Execução do Plano de Qualidade do Ar da Região Norte (PERN), para as PM10.

As PM10 (partículas com diâmetro aerodinâmico equivalente inferior a 10 μm), na atmosfera podem resultar da emissão direta (PM10 primárias) ou da emissão de precursores de partículas parcialmente transformados em partículas através de reações químicas atmosféricas (PM10 secundárias). As fontes de emissão de partículas podem ser naturais, tais como, erupções vulcânicas, os fogos florestais, ação do vento sobre os solos e superfícies aquáticas ou de origem antropogénica. As principais fontes de origem humana envolvem o tráfego automóvel, a queima de combustíveis fósseis e as atividades industriais.

Na saúde humana, os efeitos das partículas manifestam-se sobretudo ao nível do aparelho respiratório, dependendo da sua composição química, e do local onde estas se depositam. As partículas de maiores dimensões são normalmente filtradas, ao nível do nariz e das vias respiratórias superiores, podendo estar relacionadas com irritações e hipersecreção das mucosas.

Nos meios urbanos, as partículas são essencialmente geradas pelas emissões de tráfego e pela combustão doméstica. As instalações de combustão, nomeadamente as centrais termoelétricas, bem como as caldeiras de pequenas dimensões, os processos industriais que geram diversas formas de poeiras e a agricultura, constituem fontes adicionais de PM10.

Também os eventos naturais, nomeadamente o transporte de partículas provenientes do deserto do Saara, incêndios florestais ou a ressuspensão de partículas, podem influenciar igualmente as concentrações de PM10.

Existem alguns procedimentos que podem ser efetuados, no sentido de reduzir a emissão de material particulado para a atmosfera. Na construção civil, por exemplo, a adoção de boas práticas em obra,  nomeadamente: a rega dos caminhos e frentes de obra, especialmente em dias secos e ventosos; a cobertura da carga de todos os camiões de transporte de resíduos granulares, areias e escombros com tela; assim como a cobertura dos resíduos em obra com tela ou rede, de forma a atenuar o arraste de poeiras com o vento; a rega dos materiais inertes/resíduos armazenados em obra; a lavagem dos rodados dos camiões à saída das obras de forma a evitar o transporte de matéria particulada para a estrada e o aumento da periodicidade de lavagem de ruas são pequenos procedimentos que levam a uma diminuição de emissão de matéria particulada para a atmosfera.

Assim, o principal objetivo deste vídeo é alertar o público para a existência de excedências de PM10 aos valores limite legislados na região norte e divulgar boas práticas para minimizar os níveis de concentração deste poluente, em diversos setores de atividade.

Fonte: ccdr-n